domingo, 27 de janeiro de 2013

MULHERES...

Como se define a dor?
Sabemos que todo dia morrem pessoas – assassinadas; atropeladas; de morte natural; de doenças; de velhice...mas a morte coletiva, a morte trágica de 232 jovens com idades entre 16 e 22 anos em média, de uma única vez, é assustador e desperta em toda a sociedade uma compaixão interna. É uma Catarse.
Ou seja, o meio através do qual o Homem purifica sua alma, através da representação trágica. A tragédia provoca nas pessoas sentimentos de terror e piedade, purgando assim as emoções humanas. Desta forma, a catarse pode ser vista como pacificação e exaustão de forças embriagadoras e insanas que são invocadas pela tragédia.
É como se por um momento todos se vissem no lugar daqueles jovens, daquelas mães, daqueles pais e dos amigos.
Quem já perdeu alguém sabe que essa é uma dor sem tamanho, sem fim e sem definição. Uma dor sem medida, que te dilacera por dentro sem dar trégua. Ela não passa, apenas encontra um lugar dentro do teu coração para se reencostar e ficar quieta, a espera de cada lembrança.
Essa dor coletiva, que toma toda a cidade de Santa Maria (RS); todo o Brasil e que comove o mundo; faz com que as pessoas se unam de alguma maneira na compaixão. Por si mesmo e pelos outros.
Se há algum sentido nisso tudo (e eu acredito que há) é importante que ela sirva – a dor – para reflexões sobre a vida humana e suas relações.
  • Sobre a segurança desses lugares.
  • Sobre o controle desses locais por parte das autoridades.
  • Sobre a falta de logística para situações perigosas.
  • Sobre a nossa própria displicência em locais fechados.
  • Sobre a preocupação dos seguranças em proteger os lucros da boate.
  • E sobre as relações humanas...

3 comentários:

ricardopelin disse...

Sim, é verdade. É preciso um choque para observarmos a Verdade. Ela é límpida e clara, mas, não a valorizamos. Acredito que os garotos que morreram sem ter chance de saber o que é um Ser Humano, vão abrir os olhos dos outros garotos que, a partir de agora irão observar os estádios, os clubes, os bailinhos fundos de quintal...

Edmilson Duran disse...

Olá Edileine, parabéns pelo blog, boas dicas, bem escrito, muito legal. abraço Edmilson Duran

Edileine Carvalho disse...

Obrigado Edmilson e seja bem vindo. Bjs